Agropecuária
Bahia, São Paulo, Minas Gerais, Piauí e Maranhão responderam por 63,5% do valor da produção agrícola do país em 2017
13/09/2018 às 15h40
Atualizada em

A Bahia está entre os estados com maior contribuição no valor da produção agrícola brasileira, apesar da retração de -1,6%. Do total nacional, que foi de R$ 319,6 bilhões em 2017, o estado representou R$ 15,4 bilhões, com destaque para São Desidério, com R$ 2,4 bilhões, uma alta de 49,7% na comparação com 2016. Desse total do valor de produção do município, maior peso para a soja (61,1%), algodão herbáceo (28,9%), milho (6,5%), feijão (1,1%) e café arábica (1,0%).

Esses números foram divulgados nesta quinta-feira, resultados da pesquisa da Produção Agrícola Municipal (PAM) 2017, realizada pelo IBGE e traz informações em nível de municípios sobre a área plantada, a quantidade produzida e o rendimento médio de 64 produtos agrícolas.

De acordo com o levantamento, a Bahia apresentou bons resultados na produção de frutas. Em 2017, o valor de produção nacional de frutas foi 4,6% superior a 2016, com um total de R$ 38,9 bilhões, ao considerar o açaí nessa soma pela primeira vez.

O destaque foi a laranja, com R$ 8,5 bilhões, uma alta de 2,0%. Essa cultura tem 77,8% da sua área colhida concentrada em São Paulo, Bahia e Minas Gerais, o equivalente a 631,7 mil há. O primeiro lugar ficou na produção de laranja ficou por conta de Casa Branca (SP), com 564,6 mil t e R$ 228,6 milhões, seguido por Botucatu (SP), Itapetininga (SP), Colômbia (SP), Iara (SP), Avaré (SP), Buri (SP), Angatuba (SP), Rio Real (BA) e Santa Cruz do Rio Pardo (SP).

Após sete anos de crescimento, houve queda de 0,6% no valor da produção no Brasil, em relação a 2016, puxada pelas retrações do milho (-12,7%), feijão (-28,8%), batata inglesa (-50,9%) e trigo (-41,9%). Em contrapartida, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas cresceu 28,2% em 2017, na comparação com 2016, com um total de 238,3 milhões toneladas. A soja representou 48,1% do total produzido nesse grupo, seguido do milho (41,0%).

Área plantada aumenta 2,1% e chega a 79,0 milhões hectares no Brasil

A área plantada foi 2,1% maior que a de 2016, e alcançou 79,0 milhões ha. A safra de cereais, leguminosas e oleaginosas cresceu 28,2% em 2017, na comparação com 2016, com um total de 238,3 milhões t. A soja representou 48,1% do total produzido nesse grupo, seguido do milho (41,0%), que teve sua área aumentada em 10,4%. O arroz e o feijão também apresentaram acréscimos na produção, de 17,4% e 15,9%, respectivamente.

O aumento da área e os ganhos de produtividade proporcionaram recorde de produção de várias culturas, com destaque para a soja e o milho, que cresceram 18,9% e 52,3%, respectivamente, em 2017 no país.

Fonte: Ascom Sistema FAEB