Agronegócio
CNA lança projeto “Agregação de Valor e Venda Direta de Cafés Diferenciados”
21/09/2022 às 14h10


A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) lançou um projeto de promoção de cafés diferenciados, que tem como foco agregar valor e diversificar os canais de comercialização desses produtos.

O objetivo da iniciativa é dar mais visibilidade às características que agregam valor ao café, promover o encurtamento da cadeia produtiva e viabilizar a venda direta entre produtores e agentes compradores que atuam no mercado nacional.

A primeira ação do projeto é a “Rodada de Negócios de Cafés Diferenciados da CNA”, que será realizada entre os dias 16 e 18 de novembro, durante a Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte. Acesse a página especial do evento para ler o regulamento e se inscrever.

A rodada é promovida com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Minas) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg). Os interessados devem se inscrever até o dia 07 de outubro.

De acordo com a assessora técnica da CNA, Raquel Miranda, além de dar visibilidade aos cafeicultores, o objetivo de levar as amostras de cafés diferenciados à Semana Internacional do Café é promover a diversificação dos canais de comercialização e o encurtamento da cadeia produtiva.

“A Rodada de Negócios é o momento em que se concretiza a aproximação entre produtores e compradores que atuam no mercado de cafés diferenciados. O produtor terá espaço para mostrar, na xícara de café, o resultado de seu trabalho, tendo autonomia para eventuais negociações que possam ocorrer”.

A Comissão Organizadora fará a pré-seleção dos produtores para a participação na Rodada de Negócios de acordo com o cumprimento do envio de todos os documentos relacionados aos critérios de diferenciação; o atendimento dos parâmetros mínimos de qualidade estabelecidos; os critérios de diferenciação e coincidência, dos mesmos, com os interesses dos compradores avaliados nos formulários de inscrição.

O produtor que for selecionado deverá enviar as amostras dos lotes de café pelos Correios ou por empresa transportadora até o dia 25 de outubro.

Podem participar cafeicultores que possuem diferenciais de agregação de valor, como produtos especiais, de variedade raras e exóticas, com certificações de sustentabilidade, com Indicação Geográfica, entre outros.

Também podem se inscrever compradores, empresas com sede e/ou filiais no Brasil, que tenham interesse em estabelecer canais de comercialização diretamente com o produtor, reconhecendo a agregação de valor aos diferenciais do café ofertado.

Outra ação prevista no projeto “Agregação de Valor e Venda Direta de Cafés Diferenciados” é a Vitrine do Café, que será um ambiente virtual dedicado à promoção desses produtos.

“O objetivo da Vitrine do Café é de fato exibir e mostrar ao mercado e ao consumidor final o bom trabalho dos produtores que têm investido em diferenciação e agregação de valor”, disse Raquel.

Fonte: CNA Brasil