Agropecuária
CNA participa do lançamento do Projeto Amazônia Protege
21/11/2017 às 17h08
Atualizada em

O vice-presidente da CNA e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA), Muni Lourenço, reafirmou nesta terça (21) o compromisso do produtor rural brasileiro com a sustentabilidade ambiental. 

Muni Lourenço, que também é presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), participou do lançamento do projeto Amazônia Protege na Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília. 

Em sua apresentação no evento, Muni Lourenço apresentou os números divulgados recentemente pela Embrapa Monitoramento por Satélite com base nos dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

“Os produtores protegem 33% do meio ambiente que está dentro das propriedades rurais. Isso representa mais do que a somatória das áreas protegidas em Unidades de Conservação e em terras indígenas”, afirmou Lourenço.

 

O vice-presidente da CNA destacou que os produtores rurais estão sempre em busca de novas tecnologias para a produção com baixo impacto ambiental, como a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e recuperação de áreas degradadas.

Assessoria de Comunicação do Sistema CNA/SENAR