Agropecuária
CNA recebe FPA e presidente da Câmara para debater pautas prioritárias para o setor
04/09/2019 às 10h09

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) recebeu os integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e diversas lideranças políticas na terça (3), para um café da manhã na sede da entidade, com o objetivo de buscar um consenso nacional em torno de projetos legislativos que promovam o crescimento da economia, o desenvolvimento do agro e tratem de questões ambientais.

O encontro contou com parlamentares de diversos partidos, entre eles da oposição, para tratar dos Projetos de Leis 3.729/2004, sobre licenciamento ambiental, 6.299/2002, sobre pesticidas, 1.792/2019, sobre faixa de fronteira e ainda o projeto que trata do Pagamento por Serviço Ambientais (PSA), que pode ter o requerimento de urgência aprovado no plenário da Câmara ainda nesta semana.

“Foi uma ótima reunião. Uma demonstração de que todos podem se sentar à mesa, mesmo com posições divergentes, e dialogar para construir textos que garantam segurança jurídica para o setor produtivo e sinalizar de forma clara a preservação do meio ambiente”, ressaltou Maia.

O vice-presidente da CNA e deputado federal José Mário Schreiner afirmou que o encontro foi extremamente importante para amadurecer o diálogo sobre as pautas que são prioritárias para o setor e para o País.

"Os produtores rurais esperam leis mais claras e, acima de tudo, leis que possam agilizar processos sem tirar o rigor. Nós precisamos dar ao agro a tranquilidade para que os produtores possam continuar produzindo, abastecendo o mercado interno e os mais de 180 países que somos exportadores”, afirmou Schreiner que representou no encontro o presidente da CNA, João Martins.

O presidente da FPA, deputado Alceu Moreira, destacou a importância de se buscar consenso para as questões que são importantes para o país em encontros como o que ocorreu na CNA. “Precisamos trabalhar e construir convergências. O diálogo é perfeitamente possível”, afirmou.

Moreira lembrou que ficou acordado a realização de Comissões Gerais para debater licenciamento ambiental e pesticidas. “O debate é o ambiente perfeito para elaborarmos algo que possa trazer resultado para o Brasil, com responsabilidade”, afirmou.

O vice-presidente da CNA, Mário Borba, também esteve presente no café da manhã.

Assessoria de Comunicação CNA