Agropecuária
CNA, Sebrae e Mapa discutem fortalecimento do AgroNordeste
28/11/2019 às 08h31

Os presidentes da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Melles, se reuniram na terça (26), em Brasília, com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para discutir ações de fortalecimento do programa AgroNordeste.

João Martins destacou a importância da iniciativa para melhorar a vida de 17 milhões de nordestinos que vivem no campo. Neste contexto, ressaltou, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) oferecida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) é a ferramenta para permitir esta mudança e melhorar a renda dos produtores rurais.

Lançado em outubro deste ano, o programa é um plano de ação criado pelo governo federal para promover o desenvolvimento na região. “O AgroNordeste é para dar oportunidade para essas pessoas e mudar o Brasil. Precisamos ser um País melhor e mais justo”, afirmou o presidente da CNA.

O Agronordeste será executado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em parceria com instituições como CNA, Senar, Sebrae, Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Banco do Nordeste e o Banco do Brasil.

“Vamos utilizar o que a CNA, o Senar e o Sebrae já têm de experiência e unir esforços para fazer esse bolo crescer. Essas parcerias são para a multiplicação dos bons resultados que eram feitos para um universo menor e que, agora, nós vamos multiplicar para um universo muito maior”, disse a ministra Tereza Cristina.

O programa é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem.

As iniciativas serão implantadas no biênio 2019/2020 em 230 municípios dos nove estados do Nordeste, além de Minas Gerais, divididos em 12 territórios, com uma população rural de 1,7 milhão de pessoas.

“Essa nossa parceria vai dar muitos frutos. O Sistema S pode e vai ajudar muito esse País”, declarou Carlos Melles.

O diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, e o vice-presidente da CNA, José Zeferino Pedrozo, também participaram do encontro.

Assessoria de Comunicação CNA