FAEB
Conduzida pela Bahia, reunião do PNEFA discute metas do Bloco IV
18/02/2021 às 15h41
Atualizada em

O presidente do Sistema Faeb/Senar, Humberto Miranda, conduziu hoje pela manhã, 18, a primeira Reunião do ano do Bloco IV – que compreende os estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal – referente ao Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), promovida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Miranda é o atual presidente do Bloco IV do PNEFA, que reúne instituições privadas e públicas ligadas ao setor agropecuário.

Durante o encontro, cada estado apresentou os resultados alcançados em 2020 referentes ao Plano de Ação determinado pelo PNEFA. Na Bahia, a Agência de Defesa Agropecuária (ADAB) destacou o fortalecimento do setor de Vigilância Sanitária, a reestruturação do departamento de trânsito, com a realocação de novos profissionais, dentre outras iniciativas.

Além da apresentação do Plano de Trabalho e o acompanhamento das atividades desenvolvidas em cada estado junto ao MAPA, também foram discutidos o planejamento de novas ações do Bloco IV para 2021, como realização de Fóruns Estaduais, e a definição do calendário de reuniões. Durante o evento, também foi proposta por Érika Ramos Mello, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), de São Paulo, a adoção de barreira compartilhada para entrada e saída de animais em estados que fazem divisa; dentre outras medidas.

Humberto Miranda ressaltou a importância da troca de experiências entre os estados para o alcance das metas do Planejamento. “Começamos 2021 com as expectativas bastante positivas para que todos cumpram suas metas no Plano de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa.  Vamos seguir alinhando as nossas ações e interagindo como Bloco, vendo as experiências exitosas que cada Estado está realizando para, se possível, aplicar também. O nosso propósito, claro, é continuar caminhando para cumprir os desafios que possam surgir pela frente e, esses encontros, são fundamentais para que isso aconteça”, explicou.

Sobre o PNEFA - O Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa tem como objetivo principal criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre da febre aftosa sem vacinação, protegendo o patrimônio pecuário nacional e gerando o máximo de benefícios às entidades envolvidas e à sociedade brasileira. 

O evento aconteceu virtualmente, mas alguns integrantes da Bahia, estiveram presentes na sede da FAEB. Participaram da reunião, o presidente do Fundap, Marcelo Martins; Vinicius Eustáquio Barreto Campos, da SEAGRI; Raoni Cezana Cipriano, do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (IDAF); Neuzedino Alves Victor de Assis, do Fundo Emergencial de Promoção Social da Saúde Animal; Uacir Bernardes, do Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária em Goiás; Antonio do Amaral Leal, da Agência Goiânia de Defesa Agropecuária (AGRODEFESA); Guilherme Costa Negro, do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA); Altino Rodrigues Neto, da Federação da Agricultura de Minas Gerais; Rogério Thomitão Beretta, da Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico; Antonio Carlos Carvalho, da Federação da Agricultura de Mato Grosso; Maurício César Gomes de Salles, da Federação da Agricultura do Rio de Janeiro; Superintendência Federal da Agricultura do Rio de Janeiro; Maria Aparecida Andrade, da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe; Érika Ramos Mello, Coordenadoria de Defesa Agropecuária de São Paulo; Wander Luiz Carvalho Bastos, Federação da Agricultura de São Paulo; Márcio de Oliveira Rezende, da Agência de Defesa Agropecuária de Tocantins; José Neder Moreira Alves e Luís Maurício Bacellar, da ADAD; o secretário da Agricultura de Campo Formoso e o presidente do Sindicato Rural do mesmo município, respectivamente, Naji Martins e João Barreto Neto; o vice-presidente de Desenvolvimento Agropecuário da Faeb, Rui Dias; o assessor Técnico do Senar Bahia, Carlos Rio; Ellen Borges, coordenadora de Programas do Senar Bahia.

Fonte: Sistema Faeb