Agropecuária
Delegação estrangeira visita fazenda de pecuária de corte na Bahia
09/08/2019 às 08h21

Depois de quatro dias no oeste da Bahia, a sexta edição do programa AgroBrazil chegou ao fim na quinta (8) com uma visita a Fazenda Ipê, propriedade sustentável do pecuarista Stefan Zembrod.

 O forte do local é a produção sustentável dos gados Nelore e Angus, onde são realizadas todas as etapas, desde a inseminação até a comercialização da carne.

“Nós fazemos o reaproveitamento de tudo que produzimos na fazenda. Somos autossuficientes em combustível. Todas as nossas máquinas e tratores são abastecidos pelo combustível produzidos por nós, com a energia que utilizamos para a sede e para tocar a usina onde fazemos o beneficiamento do caroço de algodão de onde sai o óleo para o biodiesel”, explicou Zembrod.

O embaixador da Indonésia, Edi Yusup, disse que foi muito importante para ele conhecer a indústria da pecuária de corte do Brasil.

“Eu aprendo melhor quando tenho contato com as coisas e depois dessas visitas me tornei mais consciente de que a pecuária brasileira é muito boa. Por isso espero que a Indonésia comece a comprar carne brasileira o mais rápido possível.”

Além da autossuficiência energética, o produtor trabalha com rotação do pasto para respeitar o crescimento de cada tipo de capim e confinamento fechado na recria e engorda. Zembrod ressaltou que a propriedade segue todo o protocolo do Sisbov (Serviço Brasileiro de Rastreabilidade da Cadeia Bovina e Bubalina) e é uma das três propriedades do estado que tem o S.I.F (Serviço de Inspeção Federal), que atesta a qualidade da carne para comercialização.

A Fazenda Ipê tem 12 mil hectares e abate 10 mil cabeças de gado por ano. O produtor destacou que a qualidade da carne que produz vem do investimento em melhoramento genético em parceira com outras fazendas e o uso de tecnologias como transferência de embriões e marcador molecular das doadoras.

“O negócio foi construído em cima de cinco pilares: sustentabilidade, sanidade, nutrição, manejo e genética. Nós prezamos muito pela questão do meio ambiente. Nosso pilar de produção é a sustentabilidade, tanto que nossas áreas de preservação permanente e reserva legal estão todas corretas.”

O produtor aproveitou as áreas de APP e reserva legal que correspondem a 2,7 mil hectares da propriedade para investir em apicultura.

“É uma área que tem uma florada muito boa, então colocamos caixas de abelhas que além de ajudar na polinização vão produzir mel. Ano que vem pretendo produzir 70 toneladas de mel e depois dobrar a produção.”

Zembrod ainda tem uma franquia de carnes em Barreiras, com 40 tipos de cortes finos,  retirados dos animais produzidos na Fazenda.

Para o conselheiro no Consulado de Cuba em Salvador, Yoneski Gutiérrez, conhecer como o Brasil produz e a qualidade dos seus produtos vai ajudá-los nas negociações com o país em futuras parcerias.

Na avaliação da superintendente de Relações Internacionais da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Lígia Dutra, o AgroBrazil mostrou às delegações estrangeiras a agricultura de ponta do oeste baiano e o desenvolvimento que o agro trouxe para a região.

“É muito importante para as relações comerciais do Brasil que nossos parceiros conheçam a sustentabilidade da nossa produção e o grande impacto socioeconômico que a atividade agropecuária traz para o País.”

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR