FAEB
Em Dias de Campo, Senar Bahia distribui mais de 130 mil mudas de palma; ação conta com parceria do Sebrae
11/07/2019 às 11h12
Atualizada em

Cento e trinta e duas mil mudas de palma forrageira foram distribuídas para produtores rurais em três Dias de Campo realizados nas cidades de Valente e Tapiramuntá. A ação faz parte do programa Viver Bem no Semiárido, uma parceria entre o SENAR BAHIA e o SEBRAE, que tem como objetivo fortalecer o semiárido baiano, criando alternativas para que o homem do campo continue produzindo mesmo em períodos de poucas chuvas.

No último Dia de Campo, que aconteceu nessa quarta-feira (10), no distrito de Santa Rita, em Valente, 44 mil mudas foram doadas aos produtores que estiveram na ação. A mesma quantidade da palma foi distribuída por lá na terça (9), no distrito de Ichu de dentro. Em Tapiramuntá, o Dia de Campo aconteceu no mês passado, mas os produtores receberam as plantas na segunda (8).

O evento realizado em Santa Rita contou com a participação do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Valente, Luiz Delfim. Na ocasião, os produtores assistiram uma aula sobre o cultivo da palma, utilizando a tecnologia do plantio intensivo.
O plantio da palma forrageira tem sido de umas das alternativas incentivadas pelo programa como uma forma do produtor garantir a alimentação dos seus rebanhos durante a seca. O Viver Bem no Semiárido também tem disseminado outras ações como construções de barragens subterrâneas e biofábricas, estimulando empreendimentos e negócios rurais, propiciando geração de emprego, renda e desenvolvimento sustentável.

“A palma tem uma característica importantíssima para regiões com baixo índice pluviométrico que é a baixa necessidade de água para sobreviver e produzir. Além disso, tem alta qualidade nutricional e excelente aceitabilidade pelos animais. Porém, a baixa tecnologia utilizada no plantio ainda faz com que sua produção seja ínfima ao seu potencial e por isso, o dia de campo é essencial para disseminar o conhecimento para que o produtor rural possa produzir mais, gastando menos”, destacou Gabriel Menezes, coordenador de Programas no SENAR.

"Grandes resultados são alcançados com atividades desenvolvidas nos Dias de Campo. São disseminados conhecimentos e tecnologias pelos programas e técnicos que atuam com a assistência técnica e gerencial continuada do Pro-Senar. A introdução da alternativa do plantio da palma, que assegura a alimentação dos rebanhos na seca, é um exemplo disso. Vamos continuar trabalhando para transformar a agropecuária baiana. A distribuição de mudas, nessa parceira com o Sebrae, engrandeceu ainda mais as nossas ações", completou o presidente do Sistema Faeb/Senar, Humberto Miranda. 

Desde o mês passado já foram realizados sete Dias de Campo. Outros 17 estão programados para acontecer em cidades que são atendidas pelo programa. A distribuição das plantas só acontece em regiões onde o Pro-Senar atende às produções bovinas e caprinas.

Fonte: Ascom Sistema Faeb