SENAR
Pecuaristas de Feira de Santana participam de levantamento de custos da CNA
17/05/2019 às 14h41
Atualizada em

O Projeto Campo Futuro encerrou o levantamento dos custos de produção da bovinocultura de corte dessa semana no município de Feira de Santana, no interior da Bahia.

A coleta de dados aconteceu na sexta (17) e contou com a participação de produtores rurais e técnicos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

De acordo com o assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, Ricardo Nissen, os resultados preliminares do painel identificaram o município como produtor de recria e engorda de animais.

Ricardo explicou que a principal queixa dos pecuaristas é com relação ao índice pluviométrico da região, que é de 500 a 600 milímetros por ano. “Essa condição climática dificulta o desenvolvimento de forrageiras convencionais que são utilizadas como alimento para os animais, sendo necessária a utilização de forragens específicas”.

O analista técnico do Cepea, Caio Monteiro, afirmou que devido ao regime hídrico, os produtores da região ainda não exploram a capacidade total produtiva da atividade pecuária, tanto na recria e engorda, quanto na cria e recria dos animais.

Segundo avaliação dos técnicos, o município de Feira de Santana possui grande potencial de produção, pois mesmo com pouca tecnologia, o produtor consegue ampliar a produtividade e atingir receitas melhores.

Para o produtor e presidente da Cooperativa Pecuária de Feira de Santana (Cooperfeira), Wilson Pereira, a principal maneira de organizar a vida na fazenda é anotando as despesas e receitas.

“A gente precisa incentivar o produtor a anotar os valores que ele ganha e gasta na produção, para que no fim do período da atividade ele possa avaliar se está sendo rentável ou não”.

Com a iniciativa, é possível reunir informações estratégicas para auxiliar os produtores no gerenciamento das suas atividades, além de fazer um mapeamento sobre as características regionais de produção dos municípios visitados.

Cana-de-açúcar

Também na sexta (17), técnicos da CNA e do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (Pecege) estiveram no município de Rio Verde (GO) para coletar os custos de produção da cana-de-açúcar.

O produtor José Nogueira participou do encontro e disse que foi importante para fazer uma reflexão sobre a situação financeira da propriedade. “Tivemos a oportunidade de conhecer os impactos positivos e negativos da atividade. Tudo isso nos dá um norte para as tomadas de decisão e posicionamento para buscar mais rentabilidade”.

Fonte: Ascom CNA