Agropecuária
Presidente da CNA e chanceler debatem temas estratégicos da política externa
15/03/2019 às 06h28
Atualizada em

 

Em sua primeira reunião com o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, na quarta (13), no Itamaraty, o presidente da CNA, João Martins, tratou de temas estratégicos para ampliar o mercado mundial de produtos brasileiros do agro, apresentou os projetos da Confederação na área internacional e falou da importância do país estabelecer relacionamentos bilaterais baseados no pragmatismo comercial.

Entre os vários projetos desenvolvidos pela Confederação que são voltados à área internacional, João Martins destacou na reunião com o chanceler o AgroBrazil, programa de intercâmbio que leva adidos agrícolas de embaixadas do mundo todo para conhecer a realidade de regiões produtivas, e o Diplomatas no Campo, programa de aproximação com o setor agropecuário voltado para os alunos do curso de formação do Instituto Rio Branco.

O presidente da CNA também explicou como a Confederação e a Apex-Brasil desenvolvem ações em parceria, como a Rede Agropecuária de Comércio Exterior (Interagro), que capacita produtores e sindicatos rurais em temas relacionados ao comércio internacional.

Ao final do encontro no Itamaraty, João Martins afirmou ser fundamental estabelecer parcerias com o Ministério de Relações Exteriores e outras áreas do governo para uma pauta conjunta que traga benefícios a todo o agro.

“O Brasil exporta produtos agropecuários para mais de 160 países. Por isso, é fundamental para as relações exteriores brasileiras estabelecer parcerias que abram novos mercados. Não podemos ficar restritos apenas a algumas regiões”, afirmou Martins.

O diretor de Relações Internacionais da CNA, Gedeão Pereira, que também é presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), falou da importância do mercado asiático para o setor, ressaltando que a China é um parceiro fundamental para os produtos brasileiros.

“O ministro Ernesto Araújo foi muito receptivo em relação ao posicionamento da CNA no sentido de avançarmos em todos esses mercados que se tornam, cada vez mais, os grandes clientes do agronegócio brasileiro”, afirmou Gedeão.

Também participaram da reunião, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa/PB), Mário Borba; o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, e a Superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra.

Assessoria de Comunicação CNA