Agronegócio
Programa Reciprocidade do Senar Bahia leva tecnologia em propriedade no município de Iguaí
31/03/2021 às 19h38
Atualizada em



Na Fazenda Boa Sorte, município de Iguaí, Bahia, os produtores Alex Santana e Agnaldo Santos, que já participaram do Pro-Senar Leite, atualmente estão sendo assistidos pelo programa Reciprocidade com a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar Bahia.

Mesmo com pouco tempo de programa, a inovação no processo produtivo vem sendo característica marcante na propriedade. Os produtores estão evoluindo a produção da fazenda e adotando as novas tecnologias na bovinocultura de leite.

De acordo com o consultor do Senar Bahia, Endson Nunes, a inovação vem sendo característica marcante na propriedade. “A reserva estratégica de milho era plantada manualmente e adubada da mesma forma, aumentado o custo de produção no que se refere a evolução dessa cultura durante o ciclo. O produtor aderiu ao cultivo de milho mecanizado e adensado, utilizando irrigação por gotejo e usando como fonte de nutriente à adubação foliar”, disse.

Segundo o produtor Agnaldo Santos, com o programa Reciprocidade as ações estão ainda mais produtivas. “A resposta apresentada na lavoura é de surpreender, uma vez que nunca tinha visto um desenvolvimento desse tipo no milho que plantávamos na propriedade. Graças a ATeG e aos técnicos e consultores do Senar Bahia, as tecnologias chegaram de forma rápida. Nosso próximo objetivo é aumentar a área dessa cultura para fornecer silagem de milho durante todo o ano para as vacas em lactação”, destacou o produtor com grande entusiasmo.

O Programa Reciprocidade foi criado com o objetivo de prestar assistência técnica especializada e integrada à gestão financeira e econômica e aos recursos humanos das pequenas e médias propriedades, auxiliando os produtores nas soluções que visam o aumento real da lucratividade e sustentabilidade das empresas rurais.

Fonte: Senar Bahia