Agropecuária
Projeto de vencedora do CNA Jovem será financiado pelo Banco Mundial
06/10/2021 às 15h19
Atualizada em

A baiana Elienai Trindade, engenheira agrônoma, é uma das novas lideranças destaques na quarta edição do programa CNA Jovem. Aos 25 anos, ela vem colhendo os frutos por sua dedicação nas soluções inovadoras na área de produção de alimentos.

Graças ao seu empenho, ela está colocando em prática uma ideia que surgiu em 2018 quando se associou à Cooperativa Regional de Agricultores Familiares de Ribeira do Amparo, Cipó e Ribeira do Pombal (COOPERPRAC), no interior da Bahia.

A ideia foi lapidada durante as oficinas de liderança o propósito do CNA Jovem 2020, momento em que os participantes são orientados a encontrar uma aproximação do seu propósito de vida e na escolha do seu foco.

“O meu projeto tem o objetivo de comprovar que o caju produzido pela a agricultura familiar da Bahia, com o apoio do cooperativismo, pode ser uma alternativa de proteína vegetal. A intenção é que a proteína, conhecida como carne de caju, esteja na mesa dos consumidores, além de gerar renda aos produtores desses alimentos”.

A intenção é desenvolver estratégias para que os produtores de caju cooperados aproveitem ao máximo a fruta para a produção diversificada de alimentos e receitas, evitando o desperdício na produção da safra já que a safra tem um curto período.

Elienai não cabe de tanta felicidade em saber que o sonho está se concretizando. “A iniciativa será financiada pelo Banco Mundial por meio do Projeto chamado Bahia Produtiva que visa fortalecer empreendimentos da agricultura familiar através da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado”.

A jovem revela que a ideia surgiu de sua inquietação em saber que o caju poderia ser melhor aproveitado e pelo alto potencial nutricional. “Eu buscava soluções para aproveitar o pedúnculo, melhorar a renda do produtor e tornar essa cadeia produtiva mais rentável”.

As habilidades e competências desenvolvidas ao longo do CNA Jovem foram essenciais para as conquistas.

“Cada atividade, oficina individual e em grupo vêm contribuindo para o meu crescimento pessoal e profissional. Agora me sinto preparada para os próximos passos”, concluiu.

Além de engenheira agrônoma, Elienai é aluna do curso técnico em fruticultura do Serviço Nacional e Aprendizagem Rural (Senar). Conheça o curso: etec.senar.org.br/curso/curso-tecnico-em-fruticultura/

Conheça os outros vencedores do CNA Jovem: www.cnabrasil.org.br/noticias/cna-jovem-anuncia-vencedores-da-quarta-edicao


Assessoria de Comunicação CNA

Foto: Arquivo pessoal
Telefone: (61) 2109-1419