Agronegócio
Receita de exportações de soja até agosto já é maior que o total de 2021, aponta Abiove
14/09/2022 às 13h24

O Brasil registrou uma receita de US$ 48,8 bilhões com as exportações de soja, farelo e óleo de soja de janeiro a agosto de 2022, índice que supera o total contabilizado em todo o ano de 2021. Além disso, de acordo com a Reuters, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) informou, nesta quarta-feira (14), que foi identificada uma elevação no preço dos produtos e uma disparada nos volumes de derivados exportados.

Já no ano passado, o Brasil registrou uma receita de cerca de US$ 48 bilhões nas exportações de grão, farelo e óleo. Este ano, segundo a previsão da Abiove divulgada no mês de agosto, o principal setor exportador do País deve aumentar em US$ 10 bilhões as receitas, podendo chegar a uma máxima histórica de cerca de US$ 58 bilhões.

O volume das exportações do grão está tendo a redução compensada em razão da alta nas cotações de soja. Vale lembrar que o indicador foi afetado por uma quebra da safra brasileira, além de uma baixa procura por parte da China, que atualmente é o principal importador global da oleaginosa.

O aumento dos preços internacionais é reflexo de uma frustração de safra do Brasil, considerado o maior produtor e exportador de soja. Outros fatores, a exemplo das restrições para embarques de óleo de palma na Indonésia e de óleo de girassol, na Ucrânia, também influenciaram nessa elevação.

A tonelada do óleo de soja exportado pelo Brasil em 2022 chegou ao preço médio estimado de US$ 1.600, enquanto no ano passado, o preço chegava a US$ 1.222. Ainda este ano, é esperado um aumento nos valores do grão e do farelo.

Fonte: BNews