SENAR
Senar Bahia avança na oferta de Formação Profissional no Oeste através do Programa Jovem Aprendiz
12/02/2019 às 08h12
Duas turmas são certificadas e outras duas de Aprendizagem em Supervisão Agrícola são iniciadas em Barreiras

Mais 52 jovens concluíram o curso de Aprendizagem em Supervisão, através do Programa Jovem Aprendiz, do Senar Bahia, e receberam os certificados em Barreiras, no Oeste do estado. Eles foram contratados por 32 empresas/produtores rurais parceiros do programa, garantindo a primeira experiência no mercado de trabalho, com carteira assinada. A contratação é temporária, mas além de proporcionar aos jovens a vivência do cotidiano dos negócios rurais, muitos deles são efetivados no quadro de funcionários ao final do curso, como Victor Souza, que foi efetivado com Monitor Agrícola na semana passada. (Clique aqui e saiba mais)

Os jovens eram de duas turmas que foram iniciadas em abril do ano passado. Jeferson Rosa foi um dos concluintes. “É uma experiência brilhante! O Senar é diferenciado, me trouxe dignidade, uma perspectiva de ensino aprendizagem que me leva às palavras do filósofo francês René Descartes ‘penso logo existo’ ”, disse, empolgado.

O curso possui carga horária de 800 horas, sendo 400 de aulas teóricas (unidades curriculares básicas e específicas) e as outras 400 horas de ensinamentos práticos, realizadas simultaneamente na Fazenda Modelo Paulo Mizote.

Novas turmas - Outros 71 jovens, também de Barreiras, deram início à jornada no programa. Eles foram contratados por 28 empresas/produtores rurais da região e integrados em mais duas turmas do curso Aprendizagem em Supervisão Agrícola. O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Moisés Schmidt, afirmou que os conteúdos trabalhados no curso são indispensáveis para profissionais do agronegócio na região. “Tenho certeza que a cada dia teremos profissionais muito mais qualificados na área rural. Há uma máxima popular bem interessante que diz: antes quem não estudava ia para a roça, hoje que não estuda não vai para a roça”, pontuou.

Em Luís Eduardo Magalhães (LEM), também foi iniciada mais turma do Jovem Aprendiz, a segunda em Auxiliar Administrativo e Financeiro. No total, 32 jovens (de 18 a 23 anos) comprovadamente matriculados e frequentando a escola (caso não tenham concluído o Ensino Médio), apresentaram-se na sede do Sindicato dos Produtores Rurais de LEM, acompanhados pelos responsáveis dos RH’s dos grupos empresarias contratantes Agronol, Castilhos e SLAC Agrícola. A elaboração do Programa de Aprendizagem voltado para esse curso é piloto na regional Bahia e se baseia na necessidade de qualificação profissional demandada pelas empresas contratantes da região Oeste.

Na oportunidade, Deisienne Santos, que já foi jovem aprendiz e depois foi contratada ao fim do curso, falou sobre a sua experiência, destacando o amadurecimento pessoal e profissional que a fez ser efetivada, dando seguimento, assim, ao seu já traçado plano de permanecer trabalhando no segmento rural.

O presidente dos Produtores Rurais de LEM, Cícero José, e a vice-presidente da FAEB, Carminha Missio, deram as boas-vindas aos participantes, alertando-os para as oportunidades no agronegócio para mão-de-obra qualificada. “É preciso estudo, dedicação e foco”, concluiu Cícero.

Fonte: Ascom Sistema FAEB