Agronegócio
Senar Bahia Transformando Vidas no Campo, Josemi Almeida Souza, Produtor Rural, Ipirá/BA
31/07/2020 às 15h12
Atualizada em


                                                                                              Foto antes da pandemia

Hoje vamos conhecer a história de Josemi Almeida Souza, 41 anos. Ele é produtor rural e proprietário da Fazenda Flor Roxa, em Ipirá, Bahia. É um grande exemplo de superação depois de conhecer e fazer parte das ações do Senar Bahia.  

A família sempre viveu com dificuldades e a situação ficava ainda mais difícil, principalmente quando chegava os períodos de seca na região. Ele ajudava nas atividades da fazenda e morava com a esposa e o filho na casa dos pais.  Nessa época, eles não sabiam a forma correta para alimentar o rebanho, e por isso, os animais tinham uma produção de leite bem abaixo do esperado. Eram 17 vacas na fazenda e o máximo de leite retirado ao dia, não ultrapassava os 70 litros.  Aos poucos, o desânimo começou a aumentar, e ele achou que não tinha mais condições de sobreviver daquele jeito, já que a venda do leite sempre foi a única fonte de renda da família.  

Tudo começou a mudar em 2013. Através de um amigo do Sindicato dos Produtores Rurais de Ipirá, que participava do Pro-Senar Leite, tomou conhecimento do trabalho que o Senar Bahia realizava no campo e viu ali uma grande oportunidade de melhorar a vida de toda família. “Naquele dia, vendo o trabalho da equipe de técnicos do Senar Bahia eu vi que era possível reverter essa situação”. E foi o que aconteceu. Ele começou a fazer parte do Pro-Senar Leite e aprendeu os processos corretos para fazer a alimentação animal, com a plantação da palma forrageira; também começou a produzir o feno e a aproveitar tudo aquilo que antes era desperdiçado sem saber o valor nutricional que aquele produto poderia oferecer aos seus animais. Tudo começou a dar tão certo, que em pouco tempo com as capacitações e a Assistência Técnica do Senar Bahia, já estava fazendo melhoramento genético do rebanho e inseminação artificial. E depois do Pro-Senar, até a ordenha mudou, agora é mecânica, que foi construída no final de 2018, com ótimos resultados na propriedade, após a consultoria técnica.

                                                                                                              Ordenha Mecânica

Hoje, orgulhoso da mudança interior que conquistou com as novas e modernas possibilidades de negócio, Josemi declarou: “Na minha propriedade o que era triste, agora ficou no passado. Depois que conheci o Pro-Senar Leite, tiro em média 400 litros de leite/dia, com apenas 20 vacas. Tenho a ajuda de uma equipe de profissionais de Zootecnistas, Engenheiros Agrônomos e Veterinários, a custo zero, tudo através do Senar Bahia”, disse, empolgado.  

Josemi também conseguiu fazer a tão desejada reforma na sua casa, graças ao aumento na produção de leite. É tanta gratidão, que ele faz questão de ressaltar sempre: “Deixo meu convite para aqueles que ainda não participaram de nenhum programa do Senar Bahia: Procure o Sindicato da sua região e participe do programa de assistência técnica. Hoje vivo feliz com a minha família, sabendo que o nosso negócio é próspero e vai muito bem”, finalizou. 

 Fonte: Sistema Faeb/Senar