SENAR
Senar discute soluções educacionais no Comitê de Educação a Distância
29/07/2021 às 11h48

O Comitê Gestor de Educação a Distância do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) se reuniu, na quarta (28), para compartilhar com as administrações regionais os avanços no desenvolvimento das soluções educacionais e como incorporá-las ao portfólio oferecido aos produtores rurais nos estados.

“A nossa proposta é diversificar o nosso trabalho para os diferentes perfis de produtores. Na Educação a distância temos um mundo a ser explorado, por isso queremos colaborar com estratégias educacionais, nas mais diversas tecnologias e plataformas, para a formação do nosso produtor e trabalhador rural,” afirmou Janete Lacerda, diretora de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do Senar.

A coordenadora de Educação a Distância da DEPPS, Ana Angela Sousa, disse que em 2020 houve uma ampliação no desenvolvimento nas soluções educacionais do Senar, que proporcionou o lançamento de minicursos e cursos via WhatsApp em 2021.

“Criamos quatro minicursos este ano e a procura está grande, já temos mais de 11,3 mil matrículas. Nosso objetivo é oferecer 15 minicursos até o final do ano.”

Os minicursos têm duração de duas horas e o conteúdo é dividido em pílulas de aprendizagem e as aulas são autoinstrucionais, sem tutoria. O início é imediato após a matrícula e o participante tem sete dias para concluir e só pode fazer um curso ou minicurso por vez.

Correção da acidez do solo, Entendendo a degradação das pastagens, Formas de intervenção nas pastagens e Técnicas de otimização das pastagens e do pastejo são as opções oferecidas pelo Senar até o momento. Para concluir os cursos e fazer o download do certificado, é necessário interagir avançando nas aulas, realizar o quiz e responder a pesquisa de satisfação.

A entidade vai iniciar também, na próxima semana, um curso piloto via WhatsApp com a participação de 19 administrações regionais. O curso terá carga horária de três horas com 10 dias de duração e o aluno só pode fazer um por vez. O conteúdo será ministrado por meio de vídeos, podcasts, arquivos em PDF, quiz e cards.

Janete Lacerda ressaltou a importância da parceria entre as diretorias do Senar e as administrações regionais para construção do curso. "O conteúdo está muito bom, é um trabalho conjunto e nossa expectativa é boa”.

A reunião tratou também do aplicativo da Estante Virtual Coleção Senar, lançado em maio desse ano para Android e iOS. Por meio do app, é possível fazer download gratuito das cartilhas da coleção e na própria plataforma o usuário pode acessar um manual que explica como baixar, se cadastrar e usar o app. Até o momento mais de 31,9 mil downloads já foram feitos.

Realidade aumentada – No próximo mês, a entidade vai lançar um novo aplicativo, dessa vez de realidade aumentada. O aplicativo terá cinco objetos de realidade aumentada na cartilha 174 – Agroindústria: boas práticas na fabricação e alimentos.

A realidade aumentada é a sobreposição de objetos virtuais em ambientes reais. Os cinco objetos vão trazer imagens 3D de operações que são tratadas na cartilha, como os cuidados no transporte de produtos alimentícios e manutenção e áreas físicas da agroindústria. Para usar essa tecnologia basta apontar a câmera do celular ou tablet para uma superfície lisa e ver a imagem em 3D demonstrando o passo a passo.

O Senar também promoveu no primeiro semestre deste ano uma capacitação piloto online do curso Negócio Certo Rural (NCR) para instrutores da entidade. Onze estados participaram da iniciativa.

“O NCR foi escolhido porque é um dos cursos mais procurados na área de gestão e também por ser a porta de entrada para a Assistência Técnica e Gerencial do Senar. Em 2020 foi feita uma capacitação híbrida, mas em 2021, devido à Covid, veio a necessidade de fazer totalmente online”, explicou Mateus Tavares, assessor técnico da DEPPS.

Em relação aos demais cursos, a educação a distância do Senar teve 100 mil matrículas no primeiro semestre e a meta, segundo a coordenadora da EaD Ana Angela, é fechar o ano com mais de 200 mil matrículas.

Os cursos da EaD Senar são todos gratuitos e podem ser acessados pelo portal ead.senar.org.br.

Assessoria de Comunicação CNA