Agropecuária
Senar Bahia e Sindicato de LEM fazem abertura do Pró-SENAR Mandioca em Angical
20/03/2017 às 11h25
Atualizada em

Para melhorar a produtividade e rentabilidade do negócio rural, o Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães (SPRLEM) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Bahia (SENAR/BA) fizeram a abertura na última quinta-feira, 16, do Programa Pró-SENAR Mandioca na comunidade de Oriçanga, em Angical, interior do oeste baiano. Neste município, pequenos produtores e trabalhadores devem ser beneficiados por meio da formação profissional, difusão de tecnologias e assistência técnica durante dois anos.

Para participar do Pró-SENAR Mandioca, antes os produtores tiveram que participar do Programa Negócio Certo Rural (NCR), que aconteceu durante cinco encontros, com carga horária total de 46 horas, das quais seis horas foram destinadas para consultoria na sala de aula (duas horas) e na propriedade rural, de forma individual (quatro horas). Dos 30 participantes do NCR, 20 produtores foram selecionados para ingressar no Pró-SENAR.

Um dos selecionados, o pequeno produtor Aprigio Pereira Xavier, de 64 anos, demonstrou entusiasmo com a realização do programa. “Eu nasci e me criei na lavoura. Sempre trabalhei no campo e sei que muitas das coisas que aprendi, não são corretas, por isso sei que preciso aprender muito. Estamos iniciando esse processo, mas acredito que nos trará muitos benefícios, como melhor organização e maior renda. Mas de todas as vantagens, acho que a principal será o conhecimento”, disse.

Sildete Oliveira da Câmara, de 41 anos, também comentou com grande expectativa. “Quando ainda estava no Programa Negócio Certo Rural, eu já tinha interesse em participar do Pró-SENAR Mandioca. Fiquei muito feliz em ser selecionada e acho que o programa será muito positivo pra mim na minha propriedade. Os pequenos produtores do município estão encontrando algumas dificuldades, pois o clima não ajudou, quase não tivemos chuva. Além disso, sofremos com a questão da falta de manivas de qualidade e de crédito para viabilizar a nossa produção e promover melhorias, mas acredito que receberemos informações importantes para saber lidar melhor com tudo isso. Quero melhorar e aumentar a minha produção, introduzindo a irrigação”, adiantou.

Ao fazer a abertura do programa, que terá início no mês de abril, o coordenador de programas do SENAR Bahia para as regiões Oeste e Sudoeste, Gabriel Menezes, destacou o esforço empreendido para realização do programa e a importância do comprometimento dos participantes com a formação profissional. “Este programa envolve em sua estrutura operacional, além dos produtores, trabalhadores e famílias rurais, os instrutores, os coordenadores técnicos, a gerência de programas, a superintendência adjunta e o Sindicato. Além de ter a mandioca como a principal atividade econômica, o participante deve ser comprometido com os objetivos, participar ativamente da construção do plano de trabalho, estar presente na visita mensal do técnico de campo pré-agendada e, em no mínimo, 80% das capacitações do programa. Além disso, cumprir todas as recomendações técnicas”, frisou.

Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães


PRÓXIMOS EVENTOS

  • 29/Mar/2017 até 02/Abr/2017

    Exposição Agropecuária de Vitória da Conquista

    Local: Vitória da Conquista
  • 05/Abr/2017 até 08/Abr/2017

    Exposição Agropecuária de Conceição do Coité

    Local: Conceição do Coité
  • 19/Abr/2017 até 22/Abr/2017

    Exposição Agropecuária de Mundo Novo

    Local: Mundo Novo
  • 19/Abr/2017 até 22/Abr/2017

    Exposição Agropecuária de Poções

    Local: Poções
Veja Lista Completa