FAEB
Sistema Faeb sedia seminário sobre o eSocial
13/06/2018 às 10h57
Atualizada em
A utilização do novo Sistema de prestação de informações trabalhistas, previdenciárias e tributárias passa a ser obrigatória a partir de agosto deste ano

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb), Humberto Miranda, participou nesta terça-feira (12), da abertura do Seminário eSocial x EFD REINF, realizado pelo Conselho Regional de Contabilidade da Bahia (CRC-BA), na sede do Sistema Faeb. Voltado para profissionais contábeis, empregadores e trabalhadores, o Seminário trouxe todos os esclarecimentos sobre a nova forma da prestação de informações trabalhistas, previdenciárias e tributárias, que será realizada por meio dos programas do eSocial e da EFD-Reinf.

“O Seminário é muito importante, principalmente para os profissionais de contabilidade que vão operacionalizar essa mudança. O sistema também vai melhorar a performance das empresas, já que vão gerar maiores informações para direcionar as tomadas de decisões do governo. A comunicação vai se tornar mais efetiva, o governo terá dados consistentes para elaborar as políticas públicas e as empresas terão informações suficientes para articular inclusive, estratégias que vão melhorar o desempenho do seu negócio”, afirmou o presidente do Conselho Regional de Contabilidade da Bahia – CRC/BA, Antônio Carlos Ribeiro da Silva.

As empresas precisam se adaptar à utilização do novo sistema do governo Federal até o mês de agosto, prazo limite para a mudança. O eSocial é o instrumento de unificação da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas, e o EFD-Reinf é a escrituração fiscal digital das retenções e informações da contribuição previdenciária substituída.

“Esse é um programa que traz ganhos para todos os segmentos, tanto para os profissionais, quanto para as empresas e o governo, então é necessário que se faça uma divulgação ampla, para que essa migração da plataforma antiga para a nova ocorra da melhor maneira possível”, ressaltou o superintendente adjunto da Receita Federal da 5ª região Fiscal, Damian Moreira Fagundes.

O Senar Bahia foi um dos realizadores do evento, que também contou o apoio do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE); Receita Federal; Caixa Econômica Federal (CEF); e Previdência Social. “Apoiamos este evento pela importância que representa para a divulgação dessas mudanças de interesse de toda a sociedade. Fazemos parte do setor segue sustentando a economia brasileira, e precisamos estar preparados para entender e nos adequarmos às novas regras”, destacou o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia, Humberto Miranda.

Durante o evento também foi assinado o Convênio entre o Senar Bahia e o CRC, renovando uma parceria que já se estende por cinco anos. “Renovamos a parceria com o CRC por entendermos a necessidade de capacitar os profissionais contábeis do Estado, como forma de prepará-los para atender esse nicho cada vez mais crescente do mercado, que é o setor agropecuário”, explicou a superintendente do Senar Bahia, Carine Magalhães.

eSocial

De forma padronizada e simplificada, o novo eSocial empresarial vai reduzir custos e tempo da área contábil das empresas na hora de executar 15 obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas. Todas as informações coletadas pelas empresas vão compor um banco de dados único, administrado pelo governo Federal, que abrangerá mais de 40 milhões de trabalhadores e contará com a participação de mais de 8 milhões de empresas, além de 80 mil escritórios de contabilidade. 

Fonte: Ascom Sistema Faeb