Agronegócio
Soja responde por 53% das exportações do Agro da Bahia em 2022
25/01/2023 às 09h08
Atualizada em

 

As boas notícia sobre o novo recorde de exportações do setor agropecuário baiano em 2022 têm desdobramentos positivos variados nas atividades do campo. Um destaque vem da cadeia produtiva da soja, que foi o segmento que apresentou maior crescimento na exportação e maior volume negociado total, dentro da vendas do agronegócio para o mercado externo. O chamado Complexo Soja exportou, em 2022, US$ 3,42 bilhões, com crescimento de 40,52% em relação aos números de 2021. Assim, a soja foi responsável por 53,62% do total das exportações do agronegócio do estado em 2022, que atingiram US$ 6,37 bilhões - crescimento de 27,53% em comparação ao ano anterior. Esse total de exportações é o maior em toda a série histórica do estado, superando o recorde anterior de US$ 5 bilhões, obtido em 2021.

Os números de produção e produtividade de soja na Bahia são quase que totalmente vinculados ao Oeste do estado, região que responde por mais de 99% da oleaginosa cultivada na Bahia. Na safra 2021/22 a produtividade da soja foi considerada muito boa, ficando em 66 sacas por hectare. Mas houve regiões em que a produtividade foi ainda melhor.

Em Barreiras, Riachão das Neves, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia ela atingiu 67 sacas/ha, ou seja, a mesma média que, ano passado, valeu para toda a região e foi marco do até hoje recorde histórico em produtividade de soja no Oeste da Bahia. A média nacional para a soja é de 55 sacas/ha.

“Essa média [da Bahia] é a maior do Brasil e a conseguimos por meio das tecnologias empregadas no cultivo e também devido ao nosso relevo plano. Hoje, temos cerca de 90% das áreas com plantio direto e o grande segredo é a cobertura, cuja palhada melhora a qualidade do nosso solo.

Isso faz a diferença aqui na Bahia”, comentou sobre o tema o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Odacil Ranzi, em publicação da entidade.

A área plantada de soja também teve crescimento, passando de 1,72 milhão de hectares (2021) para 1,78 milhão de hectares (2022). O somatório desses fatores fez com que, em 2022, pela primeira vez a safra de soja ultrapassasse, na Bahia, a marca das 7 milhões de toneladas (7,056 milhões de toneladas).

“O desenvolvimento da soja no Oeste da Bahia é um exemplo de implantação e acompanhamento competentes de uma cultura no contexto da agricultura do estado. A coragem e a eficiência dos pioneiros, que iniciaram os plantios de soja na região, somaram-se ao surgimento de importantes entidades de organização e representação, a exemplo da Aiba, e também aos esforços do Governo da Bahia para a criação de todo um ambiente favorável para esse gigante desenvolvimento da cultura em nossas terras”, disse Wallison Tum, secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia.

Fonte: Noticias Agrícolas